Sexta-feira, 2 de Outubro de 2015

10 passos para deixar de fumar

As pessoas que fumam regularmente não têm a capacidade de respirar facilmente, de sentir o verdadeiro sabor dos alimentos, de sentir os cheiros que o rodeiam, de praticar eficazmente os exercícios físicos, de caminhar, entre muitas outras coisas que prejudicam a sua qualidade de vida. Têm também constantemente a preocupação de que os seus cigarros vão acabar, razão que os leva a procurarem com grande ansiedade os locais de venda de tabaco. Não podem frequentar os lugares onde é proibido fumar uma vez que a sua vontade de fumar, muitas compulsiva, é maior que a própria vontade. E têm muitas vezes as conversas limitadas e condicionadas pela preocupação da existência do mau hálito e do que sentem as pessoas com quem conversam.

 

Por todas as razões aqui citadas e muitas outras, o melhor é deixar o hábito de fumar e passar a ser um não fumador, aumentando a sua qualidade de vida e a dos que o rodeiam principalmente a dos familiares. As seguintes medidas servem como guia para o ajudar a deixar de fumar

  • Aponte num calendário ou numa agenda o dia em que pretende deixar de fumar escolhendo uma data significativa, como o dia de aniversário por exemplo, pois assim será mais eficaz.
  • Avise amigos e familiares de que vai deixar de fumar e qual o dia em que pretende começar. Desta forma eles poderão dar-lhe apoio, mas também pressioná-lo a não deixar de atingir o objetivo a que se propõe.
  • Limpe a sua casa retirando tudo o que se encontra relacionado com o tabaco como é o caso dos cinzeiros. Lave os cortinados e pinte as paredes para eliminar o odor ao tabaco. Limpe também o seu carro. Não vai voltar a ter vontade de fumar para não sujar de novo a casa e o carro.
  • Não fume dentro de casa nem dentro do carro.
  • Não deixe de fumar de um dia para o outro, vá reduzindo o consumo de tabaco gradualmente.
  • Guarde o tabaco em locais de difícil acesso. A vontade de fumar desaparece ao fim de alguns segundos e assim enquanto o procura esta desaparece.
  • Elabore uma lista das razões que o levaram a tomar a decisão de deixar de fumar e traga-a consigo. Quando tiver vontade de fumar leia a lista dos motivos escritos e prenda a sua atenção no mais importante.
  • Alimente-se saudavelmente e beba muita água. Deixar de fumar pode levar ao aumento de alguns quilogramas, mas se a alimentação for variada e equilibrada isso não vai acontecer. Dê preferência às frutas e aos legumes.
  • Faça exercício físico regularmente. Ele vai aumentar a sua capacidade respiratória, ajudar o coração e impedir o aumento de peso.
  • Faça um mealheiro com o dinheiro que vai poupando e determine onde o vai gastar. Coloque-o num local transparente, como uma garrafa, para que o possa observar. Use o primeiro dinheiro ao fim de dois ou três meses em algo que lhe dê prazer como uma viagem ou um fim-de-semana com a família ou amigos.
  • Se pretende mesmo deixar de fumar e as medidas atras descritas não foram suficientes para atingir o seu objetivo procure a ajuda de um médico ou frequente as consultas de desabituação tabágica. Eles podem receitar-lhe os conhecidos pensos transdérmicos ou as pastilhas de nicotina que podem efetivamente ser uma grande ajuda.

Lembre-se sempre das vantagens para a sua saúde e para a sua carteira em não ser um dependente do tabaco. Não se esqueça que os seus familiares e amigos não vão ter que lidar com a sua dependência, com o seu mau hálito e com o seu mau feitio quando não tiver tabaco e vão certamente agradecer-lhe.

Se não conseguiu levar a cabo a sua ideia uma primeira vez encare essa situação como uma experiência e uma aprendizagem, não como um fracasso e tente de novo tentando não cometer os mesmos erros da primeira vez.

publicado por Me and me às 10:15

link do post | comentar | favorito
Domingo, 18 de Janeiro de 2015

Qual a melhor forma de fazer a depilação durante a gravidez

A gravidez é um período de bastantes cuidados. Tudo o que se faz deverá ser pensado de forma a não prejudicar, nem a mãe, nem o bebé.

Nesta fase da vida, a mulher continua a sentir a necessidade de se sentir bonita, atraente e cuidada, assim sendo, as tarefas que faziam anteriormente, continuarão a fazer. Uma delas é a depilação. E é neste ponto que existe alguma atenção especial.

 

Deve ou não ser feita? De que forma? Com que cuidados?

De facto, durante o período de gravidez, é óbvio que a mulher poderá continuar a fazer a depilação, no entanto é importante que siga alguns cuidados especiais.

Falando da depilação a laser, esta não deve ser feita durante a gravidez, uma vez que este método nunca foi testado em mulheres grávidas, sendo que não é conhecido o risco que poderá trazer para o bebé.

Já a depilação com cera (seja quente ou fria) pode ser feita sem qualquer problema. A única coisa a ter em conta, neste caso, é o nível de sensibilidade da pele. Uma mulher grávida acaba por ficar mais sensível e a cera pode causar irritações ou alergias na pele.

Quanto aos cremes depilatórios, nada indica que não possam ser utilizados durante a gravidez, no entanto, este tipo de produtos é feito à base de químicos que se podem tornar nocivos para as futuras mães e mesmo para o feto.

Depilação com gilete também não existe nada que indique que pode ser prejudicial, por isso, pode ser feita – com os devidos cuidados.

 

Afinal qual é o melhor método de depilação durante a gravidez?

Muitas grávidas poderão deparar-se com esta questão. Na verdade, a resposta é muito simples. O método de depilação a adoptar deve ser aquele a que a mulher está habituada. Desta forma, saberá como o seu corpo e a sua pele reagem e conseguirá detectar possíveis alergias ou irritações.

 

Quais os cuidados a ter com a pele durante o período de gestação?

Assegurar-se de que o local onde faz a depilação está devidamente desinfectado – muitas mulheres preferem fazer a depilação num salão de estética. As grávidas podem continuar a fazê-lo, desde que tenham a certeza de que os utensílios usados são devidamente desinfectados e esterilizados e desde que tenham a certeza que a cera utilizada está a ser utilizada apenas nelas e não são sobras de uma depilação anterior, não correndo, assim, o risco de alergias ou infecções graves na pele.

Bastante hidratação – é essencial que a pele seja muito bem hidratada, durante a gravidez. Para isso poderão ser aplicados cremes hidratantes, no entanto, é importante saber sempre qual a sua composição, para que a pele não absorva nenhum químico prejudicial ao bebé. Para além disso, é importante utilizar sempre um bom protector solar, no sentido de proteger-se contra raios UV e/ou queimaduras solares.

Ingerir muita água – com a mudança hormonal, a produção de suor aumenta, durante esta fase, e é importante manter o corpo sempre hidratado. Para isso é importante o consumo de bastante água, principalmente em dias com temperaturas elevadas.

Prevenir varizes e/ou estrias – durante a gestação é normal o aparecimento de estrias e varizes, assim é necessário combatê-las. É necessário, então, tomar especial atenção ao aumento de peso (para que não aumente mais do que o suposto) e fazer uma hidratação da pele, nas zonas mais propensas (abdómen, coxas e seios), à base de ureia ou óleo de amêndoas doces.

 

O importante é que a gestante se sinta bem. A sua higiene e cuidados de beleza não devem ser descurados ou esquecidos.

Esta é uma das fases de maior cuidado, para as mulheres. Passam por uma série de mudanças, tanto físicas como hormonais, e, por vezes, acabam por esquecer de se sentirem bonitas.

A gravidez exige uma especial atenção ao corpo, tanto durante a gestação como depois do parto, e é essencial que os conselhos do médico sejam seguidos à risca para que o corpo volte à sua forma habitual. 

publicado por Me and me às 10:41

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2015

As 10 melhores músicas LGBT

Não é de hoje que o universo LGBT vem conquistando seu espaço na mídia, é cada vez mais frequente, vermos personagens gays em novelas, ou então, vermos artistas se assumindo gays. 


Mas nem sempre foi assim, durante muito tempo os gays tinham que se esconder e fingir ser o que não eram. E então, usavam a música e outros tipos de arte pra se expressar. Geralmente eles se encontravam em boates gays, aonde somente tocavam as músicas do meio deles. O que fez com que a cultura Pop fosse considerada extremamente Gay.
Numa linha cronológica, eu irei listar algumas músicas que fizeram parte da história dos gays e músicas que podem inspirar para casamentos gays.

 

Dancing Queen - ABBA

Em 1974, o ABBA lançou a música disco mais tocada no Reino Unido. "Dancing Queen" foi um fenômeno instantâneo nas comunidades gays, ainda mais pelo nome. (todo mundo sabe que glamour combina com os gays, beijos.)

Você pode fazer uma maquiagem brilhosa e performar.

 

I Will Survive – Gloria Gaynor

Nos anos 70, as mulheres, assim como os gays sofriam com preconceito e repressão, foi aí então, que Gloria Gaynor, lançou essa música em 1978, que fala sobre a força da sobrevivência feminina. O que ela não podia imaginar era que essa música se transformaria em um Hino das comunidades Gays do mundo todo, que se identificou com a força e o poder que a música inspira.

Esse ainda é um dos Hinos gays que não foram feitos diretamente para eles e por eles. Foi a partir dessa era Disco que os gays começaram a se assumir e então tomar a frente na nossa mídia.

É claro que você conhece essa música, pois você é uma pessoa do planeta Terra. Mas você pode ouvir essa música clicando aqui.

 

Y.M.C.A - Village People

Em 1979 a música ficou em 1º lugar no Uk Chart da Billboard, e, ironicamente foi lançada por um grupo cristão que prestava serviços sociais aos jovens. Você deve estar se perguntando "Por que a associação com Gays então?" Como não associar homens fortes, fantasiados, quase seminus,  CANTANDO DISCO aos gays?

Isso explica por que é um hino até hoje. Você pode por sua fantasia mais legal e vir dançar junto com a gente clicando aqui.

 

Do You Really Want To Hurt Me? - Culture club

Em Setembro de 1982, o Culture Club lançou essa música, que era uma resposta à toda a mídia do Reino Unido que deplorava os Gays na música. No entanto, a música não era só sobre ser gay, mas sobre ser gay e ser vitimizado por isso. Como acontecia com Boy George. Você pode ver o clipe que causou alarde em 1982 aqui.

 

I Want To Break Free - Queen

Lançada em 1984, é claramente um apelo à causa homossexual, um pedido pela liberdade e um fora na repressão sexual. Essa música fez muita gente sair do armário e fez com que Freddie Mercury se tornasse mais respeitado.

Você pode ouvir e cantar junto, clicando aqui.

 

Freedom - George Michael

Em 1990, Gays na música já não era novidade, mas foi com essa música que George Michael expressou o que sentia pela comunidade LGBT, se assumindo ser um deles. No  Clipe ele não aparece, deixando apenas que os Modelos da edição de fevereiro da Vogue US aparecessem dublando a canção.

Você pode ouvir e se assumir também, clicando aqui.

 

Vogue - Madonna

A rainha LGBT dos anos 90 foi Madonna e isso é um fato consumado, os gays pareciam encontrar uma libertação através dos hinos que Madonna cantava, e com certeza, Vogue, por unir Moda e música, foi uma das músicas da cantora a virar Hino LGBT.

Você pode ouvir e desfilar clicando aqui.

 

It's Raining Men - RuPaul

A música de 1982 do grupo feminino, "The Weather Girls" ficou muito mais conhecida na comunidade gay em 1997, quando a Drag Queen RuPaul regravou a música e transformou em mito o que era apenas um som comum.

você pode até bater cabelo com seu cachorro clicando aqui.

 

The Night I Fell In Love - Pet Shop Boys

em 2002 a dupla inglesa lançou seu album Release, que vinha sem muitas expectativas por parte dos fãs, exceto pela música "The night i fell in love" que é mais ou menos uma confissão homossexual, por parte de Tennant,  que você pode ouvir aqui. Apesar da canção ter sido lançada em 2002, há uma década atrás Neil Tennant, o líder dos Pet Shop Boys, já havia se assumido perante toda a mídia do Reino Unido.

 

Scissor Sisters - Take Your Mama

O visual e a sonoridade da música é tão setentista, que você jamais acreditaria que ela é de 2004, a música fala sobre se assumir para a família como gay. Assista o clipe com seu chapéu de caubói aqui.

 

Born This Way - Lady Gaga

Considerada Diva LGBT da atualidade, Gaga apoia a causa gay muito antes de ser famosa, mas foi em 2011 com a música "Born This Way" que ela ficou mais conhecida pelos gays ainda. Trechos como "Don't be a Drag, Just be a Queen" e "Don't matter Gay, Straight or bi/ Lesbian Transgendered Life/ I'm on the right track baby/ i was born to survive" São explicitamente um apoio à toda a comunidade gay.

Clicando aqui você pode assistir o clipe e até dançar se quiser.

 

Fique com o bônus mais gay do mundo

George Michael e  Elton John cantando "Don't Let the Sun Go Down on Me" em 1991.

publicado por Me and me às 14:58

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2014

As 10 melhores posições para dormir

Dormir bem é um das condições intrínsecas a todos os seres vivos. É uma atitude pessoal, isto é cada um tem a sua e, ao mesmo tempo inconsciente.

 

Para além disso, contribui para a melhoria da qualidade de vida, o bem-estar físico e mental e para a prevenção de algumas doenças, tais como a obesidade e a depressão.

 

É durante o sono que o corpo e os músculos relaxam, a vista repara o esforço realizado durante o dia e que a pele se regenera. Após uma noite bem dormida, normalmente, as pessoas ficam mais bem-dispostas e motivadas, com a energia rejuvenescida, com o sistema imunológico mais forte. Estas condições, contribuem para um melhoramento do desempenho físico e quanto ao raciocínio ficam mais acelerados.

 

São várias as disposições adquiridas para repousar mas nem todas são confortáveis, gerando algumas dores lombares, cervicais, dorsais ou até sintomas de cansaço.

 

Eis as melhores posições para dormir:

 

De lado – tanto faz se é voltado para o lado direito ou para o esquerdo. O corpo necessita de permanecer inteiramente de lado a coluna fica direita, o que permite que a pessoa consiga respirar bem. A almofada deve deixar a cabeça à altura do ombro para não ficar inclinada e não causar dores no pescoço.

Esta posição contribui para um melhor funcionamento da corrente sanguínea. Quanto aos braços, devem de ficar um em cima do outro e ligeiramente fletidos.

 

De lado com almofada nas pernas - Pode-se optar pela disposição anterior mas coloca-se a fronha entre as pernas para não se fazer pressão nos joelhos. Isto permite que as pernas descansem melhor sem efetuarem tensão, uma sob a outra.

 

De lado com os braços esticados para a frente – a forma como os braços ficam colocados durante o sono também o poderá influenciar. Com eles esticados ao comprido é-lhes permitido descontraírem e o indivíduo dormir melhor.

 

De barriga para cima – nesta o corpo deve de ficar todo estendido sob o colchão. Assim, as articulações adquirem uma posição de relaxamento mas deve-se eleger uma almofada mais baixa. Os braços podem ficar estendidos ao longo do corpo.

 

Estrela-do-mar – é a posição em que se está deitado de barriga para cima com os braços e as pernas abertas, formando uma estrela de cinco pontas. Aqui todo o corpo fica extremamente descontraído.

 

De barriga para cima com o travesseiro debaixo dos joelhos – esta disposição permite às pernas ficarem mais aliviadas da dor rapidamente e a parte de baixo das costas (junto à bacia) igualmente relaxada.

 

De barriga para baixo- de forma a facilita a digestão poderá colocar-se desta forma. Deve-se de pôr um travesseiro na zona do abdómen para controlar a curva das costas e ficar-se mais descontraído e confortável.

 

De barriga para baixo com as mãos ao lado da cabeça – esta é outra variante que também é permitida quando se dorme de bruços. Com a cabeça no meio e os membros superiores em cima da almofada, mas um de cada lado.

 

Queda livre – nesta as pessoas encontram-se de barriga para baixo, com a cara de lado e uma mão ou as duas acima da cabeça. Esta também auxilia na digestão.

 

Na posição fetal – esta é a posição em que o ser humano se encontra desde a conceção até ao nascimento. Consiste em ficar deitado de lado com as pernas ligeiramente dobradas. Para um sono mais agradável a almofada deve ficar entre o ombro e a cabeça.

 

Um terço da vida de cada um é passado a dormir e optar pela posição correta melhora a qualidade do sono e beneficia o descanso do corpo e da mente.

 

Para além da posição para dormir é igualmente importante ter bons hábitos de sono e escolher uma almofada e um colchão adequados. Estes influenciam diretamente para que tudo corra bem. A primeira não deve ser constituída por um material muito macio. O colchão deve-se optar por um modelo de qualidade.

publicado por Me and me às 11:11

link do post | comentar | favorito
Sábado, 1 de Novembro de 2014

Porque sentimos preguiça?

A preguiça é caracterizada pela falta de vontade de se fazer esforço físico ou mental. O preguiçoso é avesso às atividades que requerem sua dedicação e que possam vir a lhe dar trabalho. Prefere desenvolver uma atividade que não lhe desgaste. Por mais que isso pareça moleza, lentidão, morosidade, ociosidade ou mesmo vadiagem, a preguiça não está sempre relacionada à falta de interesse, mas pode ter motivos reais e que são possíveis de se combater, sejam eles fisiológicos ou psicológicos.

 

O Que Causa a Preguiça

A preguiça não é uma característica da espécie humana. Ela está presente na natureza dos seres vivos, como uma forma de se poupar energia. E para os humanos esta é uma das explicações do porquê as pessoas sentem preguiça: acumular reservas de energia. Outro fator relevante é a predisposição genética de cada um. Estudiosos acreditam que algumas pessoas que sentem preguiça possuem esta característica em seus genes, mas estes genes não determinam se a pessoa será preguiçosa ou não, porém agem sobre a vontade, a disposição para se fazer as coisas. Também o metabolismo humano é um fator influente da preguiça, sendo que ele passa por variações durante o dia, e quando está menos ativo surge a preguiça. A alimentação também foi indicada como um dos motivos de se sentir preguiça, e quanto mais a dieta de uma pessoa é rica em gordura,  mais tendência a ela sentir preguiça do que uma pessoa que possui hábitos alimentares mais saudáveis, além do fato de que esse descuido na alimentação também pode dificultar a prática de exercícios físicos.

 

Além dos fatores físicos, a preguiça pode ter motivos de ordem psicológica, sendo que estes motivos estão relacionados com o fato da não adaptação do indivíduo ao meio em que vive. A pessoa que se sente pressionada a manter uma determinada postura, seja em seus estudos, trabalho ou vida pessoal, pode vir a sentir preguiça frente a tantas exigências das quais se vê cercada. Também o não reconhecimento por seus esforços pode ser motivo para sentir preguiça. O fato de tanto batalhar, produzir e se esforçar sem ver uma recompensa à altura é um desestímulo à sua força de vontade, o que acaba acarretando a preguiça.

 

Outros fatores psicológicos que causam a preguiça são a insegurança, a tristeza e o tédio. Muitas pessoas não sentem confiança em si mesmas, têm medo de tentar e fracassar ou não acreditam em sua capacidade de agir e solucionar os problemas que surgem. Sentem medo de errar, medo do julgamento dos demais, medo de realmente não conseguirem dar conta das responsabilidades que possam assumir e das possíveis consequências que suas atitudes e decisões podem vir a causar. Esses conflitos internos de se desejar a mudança mas sentir medo de encará-la causam a falta de vontade de tentar, e tornam-se a preguiça de agir.

 

Os Sintomas da Preguiça e Como Superá-la

A preguiça possui alguns sintomas que podem ser facilmente reconhecidos, como:

* Não cumprir prazos com a falsa justificativa de falta de tempo ou esquecimento;

* Adiar compromissos ou prazos sem necessidade real;

* Deixar de realizar até mesmo atividades do dia a dia com a justificativa também da falta de tempo;

* Alegar indisposição para não realizar projetos ou faltar a compromissos, e outros comportamentos mais, quando percebe-se que as desculpas são criadas no intuito de disfarçar ou esconder a insegurança e o desejo de fugir das responsabilidades que lhe cabem, por medo de encarar a vida.

 

Porém, é possível reverter esse quadro e dar um “chega pra lá” na preguiça.

O primeiro passo é buscar em si mesmo o que lhe estimula da preguiça, sendo sincero e tentando encontrar o motivo que lhe faz desanimar perante as situações que surgem.

 

Quando se percebe que os problemas que causam a preguiça são de ordem fisiológica, é preciso adotar hábitos mais saudáveis. Um sono tranquilo, de qualidade e na quantidade certa ajuda a manter a disposição do corpo e da mente. O cansaço de uma noite mal dormida depois de um dia intenso é um combustível para a preguiça. Cuidar da alimentação também é fundamental. É preciso que o corpo esteja em equilíbrio para suportar a correria do dia a dia, e a alimentação saudável é um ponto chave, garantindo todas as vitaminas, nutrientes e a energia da qual o corpo precisa para se manter saudável e proporcionar disposição. A prática de exercícios físicos regularmente também equilibra o organismo, além de ajudar a sempre manter o ritmo.

 

Quando a preguiça tem suas raízes no campo psicológico é preciso não apenas cuidar do corpo, mas também da mente. Procurar atividades prazerosas e relaxantes ajuda a estimular o bom ânimo. Quando uma pessoa se sente feliz ela tem mais disposição para realizar suas atividades, por isso, manter um hobby pode ser uma solução simples para espantar a preguiça. Afirmar para si mesmo sua própria capacidade e buscar ser otimista também ajuda a elevar o moral, criando coragem para enfrentar as batalhas da rotina. Ouvir uma música relaxante, mudar o ambiente, até mesmo trocar a decoração ajuda a renovar os ares e dar mais disposição.

 

Organizar-se Também é Fundamental

Muitas pessoas assumem tantas responsabilidades que acabam ficando sobrecarregadas. É possível fazer muitas coisas ao longo do dia, mas uma de cada vez. Quando se tem muitas obrigações a cumprir e não se sabe por onde começar, a preguiça acaba surgindo, então, organizar o dia e a agenda é fundamental para que se cumpra tudo o que está programado e não se perca nenhum prazo. Um simples check list pode ser a solução para isso. Organizar os projetos e atividades de acordo com o prazo ou a prioridade garante o sucesso em tudo o que se precisa fazer. O ambiente também precisa ser organizado, porque saber onde as coisas estão economiza o tempo e não causa o estresse de ter que procurar algo, além disso, com tudo organizado, nada ficará esquecido em meio a desordem.

 

Para espantar a preguiça, então, é preciso apenas de três coisas simples: cuidar do corpo, da mente e do ambiente, garantindo saúde, bem estar e sucesso em tudo o que está programado.

 

publicado por Me and me às 11:24

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Como fortaler laços familiares

Os pais têm a responsabilidade de desenvolver formas de como fortalecer laços afetivos com as crianças e de investir seu tempo livre na educação dos filhos, prestar mais atenção no que se passa com eles e fazer parte de seus momentos de diversão e lazer.

Quando o bebê ainda está na barriga da mãe os pais já têm uma ligação afetiva com este e à medida que a criança vai crescendo e se desenvolvendo esse laço precisa ser reforçado, o que só é possível com a convivência.

Fortalecer laços afetivos com as crianças não exige nada grandioso, mas sim simples gestos que sendo parte da rotina diária da família são muito importantes como um abraço, um carinho, brincar de fazer cócegas na criança; tudo isso gera uma conexão emocional entre os envolvidos.

Algumas dicas para fortalecer laços afetivos são preciosas e é por isso que esse artigo as coloca à disposição dos pais que querem reforçar e melhorar sua relação com as crianças, o que é amplamente apoiado pelo fato de a família ser a base para a formação de um ser humano íntegro.

 

Dicas para fortalecer laços afetivos com as crianças

Criar, de todas as formas possíveis, maior proximidade com seu filho buscando ainda dar prioridade em gastar um pouco do seu tempo livre com ele para conhecê-lo melhor e partilhar dos seus interesses.

Respeitar os sonhos e aspirações das crianças demonstrando todo o seu apoio é essencial para que a criança não fique frustrada e sinta que realmente pode contar com os pais, que estes se importam com o que ela gosta, isso inclusive vai aumentar a auto estima da criança.

Quando a criança é sempre ouvida pelos pais e incentivada a se comunicar, o mais provável é que ela vá crescer contando tudo o que lhe acontece para os pais: suas amizades e interações com outras crianças, suas alegrias e tristezas.

Mostrar para seu filho que está disponível para ele quando este quiser conversar é uma ótima forma de como fortalecer laços afetivos com as crianças, demonstrando estar presente para quando ele quiser falar sobre qualquer assunto seja uma diversão ou um problema.

Jamais compare seu filho com outras crianças, ao invés disso, quando este agir erroneamente converse sobre o motivo daquela ação não ser correta e mostre como realmente deve agir diante de situações assim sem fazer comparações.

Elogiar sempre seu filho por algo que ele seja é bom é uma atitude que reforça e muito os laços afetivos existentes entre ambos, seja um inspirador de seu filho para que ele cresça tendo confiança e segurança em si mesmo.

 

Aproveitar o tempo livre para investir nos filhos

Nessa geração tão ocupada e cheia de compromissos ter um tempo livre para investir nas crianças tem sido uma tarefa difícil para muitos pais, principalmente porque os filhos têm necessidades diferentes conforme a idade, o que significa que suas preferências relacionadas à diversão e o lazer vão mudando com o tempo.

Como os pais gostam de aproveitar o tempo livre para ir a lugares como cinema e teatro podem fazer com que esse passeio seja para toda a família assistindo filmes ou peças teatrais infantis ou ainda indo a festas dos amigos dos filhos, isso estreita os laços da família.

Há pais que se preocupam muito em passar o tempo livre com as crianças e investir esse tempo na educação dos filhos dando atenção a estes, conversando sobre o que fizeram durante o dia, brincando, enfim, dando um tempo de qualidade para seus filhos.

Tudo o que foi citado até este momento só colabora em como fortalecer laços afetivos com as crianças, por isso procure praticar com seus filhos, respeitando-os e cuidando em priorizar a educação deles.

Para uma boa educação dos filhos os pais devem aproveitar o tempo livre para investir nisso estabelecendo limites, preservando o que já falou sem voltar atrás até que seu filho cumpra o que foi dito; olhar nos olhos dos filhos quando falar, punir com algum castigo, mas jamais com violência e premie seu filho por boas atitudes.

Agindo assim estará investindo tempo não somente na educação dos filhos, mas em sua boa formação e também fortalecendo os laços afetivos.

publicado por Me and me às 11:44

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Setembro de 2014

SPA em casa

Quando se fala em spa, pensamos em algo que irá nos desligar do dia-a-dia estressante e proporcionará descanso, relaxamento e beleza. Também vem a nossa mente algo altamente sofisticado e caro e logo desanimamos de pensar mais sobre este serviço. O que muitas pessoas estão fazendo, no entanto, é adaptar o famoso spa a suas realidades e criando um “home spa”, ou spa em casa. Esta é uma forma mais barata e personalizada de juntar os benefícios relaxantes de serviço de spa, como banhos, massagens e tratamentos de pele com a praticidade de poder usufruir do dia de beleza a qualquer momento e com os produtos que melhor se adequem aos bolsos.

Pensando no conceito de “home spa” elaboramos algumas dicas de decoração, itens e técnicas importantes para que você possa aproveitar as vantagens de ter um spa para chamar de seu.

 

1- Decoração

Invista em um banheiro prático e confortável no qual você possa guardar todos os itens que precisar. Uma decoração alegre, em tons de verde (evoca a cura e saúde), azul (relaxamento) ou laranja (energizante) com algum arranjo de flores ou plantas naturais darão uma atmosfera de spa. Aposte na iluminação, tanto natural quanto a elétrica e use também velas aromáticas ou incensos. Não esqueça que os tratamentos das clínicas de spa aguçam todos os sentidos e a visão e o olfato são peças fundamentais no que concerne a uma boa decoração.

 

2- Itens

a) Cabelos

Para os cabelos será necessário shampoo, condicionador, creme de massagem capilar e creme para pentear de acordo com o seu tipo de cabelo. Se optar por preparar alguma receita caseira de máscara hidratante, certifique-se de que está usando os ingredientes corretos e não guarde sobras, caso haja, pois por serem itens naturais vão estragar. Após a lavagem dos fios, use a máscara capilar desejada massageando os cabelos (caso tenha cabelos oleosos evite massagear o couro cabeludo) e coloque uma touca térmica ou toalha umedecida em água quente e aguarde de 5 a 20 minutos. Enxague e penteio o cabelo como de costume.

b) Rosto

Você precisará de um esfoliante, gel de limpeza e uma máscara de acordo com o seu tipo de pele. A argila verde é excelente para peles oleosas, já a argila rosa é recomendada para peles mais sensíveis. Limpe seu rosto com o gel, esfolie, enxague e aplique a máscara facial, e aguarde o tempo indicado no produto. Caso tenha olheiras ou esteja com os olhos inchados, um bom tratamento é fazer compressas com algodão embebido em um chá forte de camomila bem gelado. Para a extração de cravos, ferva água e coloque o rosto bem próximo do vapor para que ele possa abrir seus poros. Use uma gaze para extrair os cravos mais visíveis, mas seja cuidadosa! Não esprema os cravos mais discretos e nem use a unha diretamente sobre a pele, pois pode infeccionar.

c) Corpo

Caso não tenha uma banheira, aqueça água e coloque em um balde os sais de banho da fragrância desejada. Banhe-se e use um esfoliante para remover as células mortas. Enxágue e use um creme hidratante ou aplique algum creme anti-celulite ou estrias não se esquecendo de massagear a pele com vigor.

d) Pés

Remova o esmalte de suas unhas, faça um escalda pés relaxante. Prefira esfoliar os pés a lixá-los, pois isso causa calosidade e cuidadosamente tire as cutículas salientes com a ajuda de um alicate. Corte e lixe suas unhas e caso deseje, pinte-as.

e) Massagem

Certamente o item mais difícil para o home spa, já que na maioria do tempo quem opta por este serviço está sozinha e não pode contar com a ajuda de um massagista. Contudo, há no mercado variadas opções de massageadores para diversas partes do corpo: pés, ombros ou específicos para tratamento de celulite. Vale a pena investir em um curso de auto massagem para aliviar as tensões sem ter que marcar hora com o massoterapeuta.

 

3- Spa a dois

A ideia do home spa pode ser adotada para trazer algo novo à relação do casal, possibilitando mais intimidade na vida dos dois. Aproveite o clima relaxante, acenda velas e faça uma boa massagem em seu parceiro. Ele com certeza, vai adorar.

 

publicado por Me and me às 12:06

link do post | comentar | favorito
Domingo, 24 de Agosto de 2014

Como se tornar estilista de moda

Como um meio de facilitar a busca para quem necessita saber tudo sobre a profissão estilista de moda neste artigo encontram-se informações essenciais como cursos de estilista, área de atuação e todo o necessário para uma carreira promissora.

A área do mercado da moda tem crescido grandemente resultando em maior demanda por estes profissionais que são a peça chave das criações e projetos que serão lançados aos consumidores.

Primeiramente deve-se ter conhecimento de que o estilista, no âmbito de profissões, trabalha criando estilos próprios de roupas e acessórios, fazendo o desenho de peças, desenvolvimento de projetos de coleções e elaborando desfiles para divulgação de seu trabalho.

No universo inovador da moda o estilista tem de lidar com a criatividade sempre e se informando regularmente sobre as tendências da moda dentro e fora de seu país, á que a moda brasileira possui muitas características ditadas por centros de estilismo mundial como Paris, Milão e Londres.

Os estilistas de moda contemporâneos têm buscado preservar em suas criações particularidades de regiões do Brasil estudando os comportamentos e modos de vida da sociedade local para desenvolver suas peças de roupas e acessórios como jóias, cintos, perfumes e sapatos.

 

Curso de estilista: formação profissional

Atualmente com o extenso mercado de formação para as profissões o curso de estilista possui formação superior com duração de quatro a cinco anos em média, tendo o objetivo de formar profissionais da moda capacitados para atuar e terem carreiras bem sucedidas.

Este curso de estilista tem a maior parte do tempo voltada para aulas práticas e trabalhos manuais com enfoque em conteúdos sobre ciências humanas e processo criativo, que envolve desenho artístico, estilismo, história da arte e criação.

O curso de estilista, para quem deseja saber tudo sobre a profissão estilista de moda, tem foco em áreas diversas por se tratar de um mercado amplo com diversos campos de atuação podendo ser focado em arte/estilismo, focado em gestão ou mesmo curso de moda direcionado.

Há muitas instituições que oferecem o curso de estilista e algumas das melhores são a PUC de Pelotas – RS; Universidade Federal de Goiás; Universidade Estácio de Sá – RJ; Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) – SP; dentre outras.

 

Perfil profissional do estilista de moda

Um bom estilista deve constantemente pesquisar e entender a cultura e particularidades de diferentes países para desenvolver um trabalho que reflita o desejo do consumidor.

Diferente de outras profissões o estilista de moda ainda precisa saber o que anda acontecendo nas passarelas de todo o mundo se atualizando com as constantes inovações do mercado da moda que não para.

Algumas características são essenciais para essa profissão como sensibilidade, criatividade, responsabilidade, capacidade de concentração, visão de projeto, metodologia e capacidade de observação.

 

Área de atuação do estilista de moda

Para saber tudo sobre a profissão estilista de moda tem de conhecer a área de atuação que é muito boa pelo mercado estar em expansão, em alta, diferente de outras profissões; e o estilista está sendo bastante valorizado em todos os portes de confecções, que é um dos três maiores empregadores do Brasil.

O certificado de ensino superior dá ao profissional a chance de atuar como estilista, consultor em projetos culturais e artísticos, qualquer segmento de moda, modelagem, figurinista em teatro, cinema e TV; design de interior de lojas, empresário, jornalista especializado em moda e outras atividades.

Cabe ao recém formado escolher, pois pode atuar tanto na área do design como na área de negócios mais voltada para o marketing, gerência ou planejamento de produtos e serviços.

 

Dicas para uma carreira de sucesso

Procurar conhecer cada vez mais do mercado em que irá atuar, pois o começo do ótimo trabalho é uma boa pesquisa, mas sempre tendo um mínimo de conhecimento em áreas correlacionadas como design têxtil, por exemplo.

Ter contato com pessoas que já trabalham no ramo da moda é importante para ter conhecimento sobre a rotina de trabalho e também para uma ajuda na hora de conseguir uma vaga na mesma empresa.

Para ser um estilista de moda de sucesso na profissão não é necessário saber costurar perfeitamente, o essencial é a criatividade e ter um vasto conteúdo intelectual.

Fazer um estágio vai ajudar a conhecer mais da profissão e gerar uma oportunidade futura de emprego na área desejada.

Agora que já sabe tudo sobre a profissão estilista de moda basta arregaçar as mangas e lutar pelo seu sucesso!

publicado por Me and me às 12:33

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Agosto de 2014

Como prevenir as intoxicações alimentares

Comer fora é um hábito que gera grandes gastos no orçamento familiar e expõe a pessoa a alguns riscos no que tange sua saúde: ganho de peso, caso a pessoa não saiba escolher bem o tipo de alimento que vai ingerir e a contração de alguma intoxicação alimentar se o alimento estiver passado ou se for consumido com poucas condições de higiene. Infelizmente, não se pode saber ao certo a procedência dos alimentos que são ingeridos, tanto por parte de sua origem quanto pelas condições de preparo dele, sendo que em certos restaurantes do tipo self service a comida fica exposta ao contato de clientes e funcionários o que agrava possíveis contaminações.

 

Como a vida moderna nos obriga a ter um dia-a-dia corrido e nem sempre é possível comer em casa e seria muito exagerado de nossa parte deixar de sair pelo simples medo de pegar alguma intoxicação alimentar, criamos alguns tópicos que podem nos alertar sobre no que consiste uma intoxicação alimentar, maneiras mais comuns de intoxicação e como podemos nos prevenir.

 

O que é?

É uma reação do nosso organismo quando consumimos alimentos ou bebidas contaminados por bactérias. Essas bactérias podem se proliferar quando o alimento está vencido, mal preparado, mal conservado ou feito em meio à higiene precária. Assim como a intoxicação alimentar, a parasitose intestinal e o botulismo também são contraídos através de alimentos, sendo a parasitose causada por vermes e o botulismo causado pelas toxinas de uma bactéria mais rara, porém altamente fatal.

 

Sintomas

No caso da intoxicação alimentar, diarreia e vômitos são os sintomas clássicos, podendo haver quadros de febre, enjoos e dores abdominais, além do mal-estar geral. Se a diarreia e o vômito forem constantes, haverá desidratação, o que fará com que a situação do paciente fique ainda mais crítica. Caso a pessoa esteja com alguma parasitose intestinal, os sintomas variarão de acordo com o verme que esteja alojado em seu intestino, podendo causar desconforto e cólicas abdominais, coceira no ânus, náuseas e anemia. Já o botulismo, apesar de apresentar sintomas parecidos com a intoxicação alimentar também causará alterações no sistema nervoso, como visão dupla e dificuldade para falar e engolir.

 

Tratamentos

Apesar de terrem contágios semelhantes, cada doença terá um tipo de tratamento específico e o ideal é que a enfermidade seja diagnosticada rapidamente. O paciente deve ir ao médico e relatar seus sintomas. Havendo desidratação, o paciente precisará ficar no soro para repor o líquido e sais minerais perdidos. No caso de parasitoses, anti-helmínticos serão receitados e para a intoxicação alimentar e botulismo, serão recomendados antibióticos, além de medicamentos para o desconforto no abdômen. Uma dieta a base de muito líquido e alimentos leves também será uma boa opção para um reestabelecimento mais rápido.

 

Prevenção

Mesmo sendo difícil de prever se o alimento está contaminado, alguns hábitos podem ser adotados na prevenção dessas doenças intestinais.

1- Prefira fazer as principais refeições em casa, pois você saberá sobre o vencimento dos alimentos, como foram preparados e como estão conservados. Levar comida de casa para o trabalho além de saudável é uma forma de economizar, só fique atento à conservação da comida.

 

2- Quando comer fora, evite comer alimentos mais propensos a serem infectados como carne de porco, carnes mal passadas, peixes e vegetais crus e conservas.

 

3- Seja exigente com o local onde você escolheu comer: verifique se o ambiente é limpo, se os funcionários que tem contato com a comida usam toucas e luvas, entre outros detalhes. Se for comer em um self service, note se as pessoas falam e tossem próximas ao buffet e se o alimento parece fresco. Tente ir ao self service o mais cedo possível, pois menos pessoas passarão pelo buffet e as chances de se servir de um alimento passado serão menores.

 

4- Não beba diretamente da latinha ou garrafa: use copos ou canudos, higienize suas mãos antes das refeições e evite pegar a comida com elas.

 

5- Sem neuras! Sempre estaremos correndo riscos de adquirir algum mal estar intestinal, mas nem por isso devemos parar de comer na rua ou em festas. Siga padrões de higiene e evite comer o que não lhe parece fresco ou saudável, mas aproveite os alimentos que forem saudáveis e saborosos sem medo.

 

publicado por Me and me às 12:19

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Redes Socias - Como as utilizar sem riscos?

Estar conectado a uma rede social traz diversas vantagens ao usuário, como manter contato com amigos e familiares à distância, postagens de fotos e vídeos, criações de páginas e grupos, interação, jogos, informação e até mesmo procurar o emprego dos sonhos. Em meio a tantos pontos positivos, porém, é necessário destacar que as redes sociais podem causar danos à imagem pessoal de quem tem o perfil, fofocas, comentários de mal gosto, entre outras coisas que devem ser evitadas, a fim de que algo que está no “virtual” não esbarre na vida “real” do usuário. A seguir listamos algumas recomendações para que possíveis problemas nas redes sociais sejam contornados e até mesmo evitados.

 

1- Divida seus amigos em grupos

Trabalho, família, conhecidos, melhores amigos, etc. Algumas redes sociais, como o Facebook, possibilitam que apenas determinados grupos de pessoas vejam certas postagens suas, sendo essa uma forma eficaz de filtrar quem terá acesso a algumas informações que você compartilhar. Apesar do trabalho inicial de configurar os grupos, o esforço valerá a pena para que assuntos de cunho mais pessoal não seja visto por contatos que são meramente de trabalho.

 

2- Crie um segundo perfil

Caso não deseje configurar seus amigos em grupos, tenha um outros perfil voltado para contatos de trabalho: patrões, colegas, clientes. Dessa forma, poderá separar bem o que deve ou não ser postado neste perfil.

 

3- Cuidado com os comentários

Pense duas vezes antes de comentar fotos e status de terceiros, pois mesmo que você apague futuramente, alguém pode tirar um print e isso pode causar problemas. Se não tem nada de bom para dizer, não comente.

 

4- Imagem pessoal

Tenha cuidado com o tipo de fotos que são postadas. Mesmo que sua vida pessoal nada tenha a ver com o seu trabalho, não é bonito que poste uma foto caindo de bêbado na noitada, pois infelizmente, muitas pessoas não conseguirão desvincular esta imagem da sua imagem profissional. Seja exigente com  a sua imagem pessoal, pois os outros serão ainda mais.

 

5- Postagens

Seja criterioso com o conteúdo que será exibido em sua página. Piadas de mal gosto ou até mesmo preconceituosas, imagens fortes e xingamentos podem ser mal interpretados e isso pode causar algum mal estar futuro. É claro que se a página é sua você tem o direito de usar como quiser, mas lembre-se que outras pessoas tem acesso ao conteúdo dela e merecem ser respeitadas.

 

6- Discrição

Algumas pessoas fazem o relatório completo de seu dia-a-dia nas redes sociais, dizendo a hora que acordou, o que comeu, que horas dormiu. Além de tedioso para os outros usuários, isso é perigoso, pois alguém mal intencionado pode traçar a sua rotina. Seja discreto nas suas postagens, diga o essencial sem detalhar, não dê informações pessoais.

 

7- Ética

Evite de falar mal de outras pessoas no bate-bato, pois, mais uma vez: as pessoas podem “printar” o que você digitou. Falar mal de alguém, a propósito, é muito antiético e em uma rede social, onde as informações correm com rapidez, os resultados disso podem ser catastróficos. Tome cuidado!

 

8- Fórum de discussões

Evite polemizar nos comentários das páginas. Dê sua opinião e respeite a dos outros, que mesmo se não concordarem com você tem o direito para tal. Discutir com pessoas que você nem conhece é puro desperdício de tempo.

 

9- Distração no trabalho

Não use as redes sociais em horário de trabalho. O seu superior pode estar te observando e o que é pior: você pode se distrair e ter um mal aproveitamento do trabalho.

 

10- Amigos

Não aceite qualquer tipo de convite para amizade. Verifique se conhece a pessoa ou converse com ela no bate-papo antes de aceita-la. Não dê informações íntimas e nem se exponha, você não sabe se a pessoa é alguém confiável.

 

11- Encontros

Caso marque de conhecer pessoalmente alguém, escolha um local público, durante o dia. Jamais marque de sair à noite e para lugares distantes ou que você não conheça.

 

Seguindo essas orientações você poderá ter um melhor aproveitamento das redes sociais, evitando situações embaraçosas ou até mesmo perigosas.

publicado por Me and me às 12:43

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. 10 passos para deixar de ...

. Qual a melhor forma de fa...

. As 10 melhores músicas LG...

. As 10 melhores posições p...

. Porque sentimos preguiça?

. Como fortaler laços famil...

. SPA em casa

. Como se tornar estilista ...

. Como prevenir as intoxica...

. Redes Socias - Como as ut...

.arquivos

. Outubro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Julho 2013

. Abril 2013

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub